segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Até sempre, amado amigo!

Anteontem era dia de comemorar 21 anos de existência do grupo e a vida nos convocou para uma despedida de um dos nossos membros - Valdemar querido!...
 
E nas grandes horas da vida as palavras ficam tão pequeninas, só o coração fala e ele não precisa recursos... sente, sente de novo, suas emoções chegam à memória que reacende tantas lembranças.

Eu tenho um tempo curtíssimo entre todos vocês, mas foi o suficiente para conhecer em minha alma as delicadezas e alegrias do amigo querido.
Educadíssimo, generoso, respeitoso, preocupado e amoroso. Sempre cumprimentou de pertinho, aperto de mão e beijo. Quando percebia qualquer diferença no semblante da gente, chegava e perguntava ou dizia algo para se aproximar. Mantinha sempre uma postura altiva e cheia de gestos elegantes desde o ato de dar as mãos até o modo de posicionar o corpo digno em seu lugar, de onde a maior aproximação era dos olhos e do coração...

Desde o dia em que minha mãe passou pela mesma cirurgia que ele fez - ela em janeiro desse ano - não houve uma só vez em que ele não perguntasse sobre ela. Quando eu não tinha sequer energia para pensar em outras coisas, seu carinho foi sempre presente e amoroso, e tão bom sentir assim quando estamos cansados... ele havia nutrido um laço com ela por causa da carona oferecida por uma amiga através dos serviços de taxista por ele prestados. E assim era e agia com seus tantos clientes-amigos.

Minha vontade anteontem era de colocar todo mundo no meu colo. Sua família, seus amigos da vida, os nossos do coral, os companheiros da igreja, os seus clientes, todos sem distinção.
Testemunhar o sofrimento das pessoas não é qualquer coisa. Mas é preciso dizer que se perdemos uma festa aqui, certo que vivemos uma celebração muito maior ao longo da vida! Uma só noite não dançamos, comemos e bebemos juntos, mas temos a honra de poder celebrar os anos de convívio com um ser humano de muito valor e isso é festa do céu. Festa que não termina jamais!

Na dor, hora tão dura, colocamos nosso agradecimento a Deus por tudo que tivemos em vida com ele e por causa dele, e o desejo de termos sabedoria para eternizá-las, para continuarmos cantando as graças que recebemos e essa coragem tão linda, vista a partir do Amor, de cantarmos até o fim, quando não há forças humanas e só Deus nos sustenta...

Que tenhamos a confiança extrema, Senhor, que dessa convivência finita, caminhamos para a Sua Eterna Presença, para seu Amor Infinito onde somos e seremos os mais ternos Amigos, na graça da partilha que o Senhor nos deu! Que tenhamos presentes seus gestos e sua ternura de esposo, pai, avô e amigo... admirável comprometimento, admirável amor!
 
Até sempre, amado amigo! Cante conosco as bênçãos que Ele nos deu e ajude-nos a olharmos mais longe... amando-nos sempre desde aqui!
 
Cláudia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...