terça-feira, 19 de março de 2013

Viva São José!

    Dia 19 de março tem um sabor diferente para mim e os meus...
    Hoje seria também aniversário do meu doce avô José, pai do meu pai...
    Dele só lembro coisas boas e o que poderia ser "ruim", quando me lembro, é com muita vontade de dar risada... Um dia, por uma razão que não mais me lembro, eu e meus irmãos fomos deixados aos seus cuidados e, três crianças juntas, já viu... É sempre aquele "qui qui qui" interminável. A uma certa altura, não suportando mais a algazarra, apareceu de cinta na mão e lascou a maior bronca, fazendo muito barulho, sem nada fazer. Silêncio mortal! kkkkkkkkkkkk Acabou a euforia e tratamos os três de ficarmos muito quietinhos (Aliás, a bagunça maior era dos meus irmãos... entrei de alegre... kkk).
     Fora isso, não me lembro de nada que não seja amabilidade, gentileza, cuidado amoroso. Com ele aprendi que reunir a família era importante para manter acesa a chama da alegria do encontro.
    Adorava que nos sentássemos todos em volta da mesa, pelo menos uma vez por semana, e não faltava tremoços, azeitona, salame, coca-cola e cerveja. E se faltasse - porque trazer tudo isso do mercado, em grandes sacolas de lona e a pé já ficava difícil pela idade que avançava - cafezinho não faltava.
    Sábado era um dia sagrado, dia de rever toda a primaiada, os tios e avós. Até ele morrer, foi assim...
    Doces lembranças de um homem batalhador, trabalhador, cuja palavra era só uma. Um homem justo, como não poderia ser diferente, para honrar o santo que lhe deu o nome.
    Lembrando dele e em louvor a São José, segue a música José, humilde artesão, juntamente com a partitura.

Viva São José!
Saudades, vovô Zé!




402 - José, humilde artesão


José, humilde artesão,
trabalhaste noite e dia
para não faltar o pão (bis)
no lar da Virgem Maria.
Que não falte em nossa vida
este Pão que vem do céu
mas cresceu com a comida
que o teu trabalho lhe deu!
 

Vem ajudar-nos, José!
Ensina-nos outra vez
a receber com mais fé
o Pão que Jesus se fez!

Este Jesus, tão criança,
te deu razão pra viver.
Dá-nos crescer na esperança
por este Pão aqui ter!

Bem mais que tudo, ó José,
ensina- nos a amar
quem cresceu em Nazaré
e é Pão agora no altar!

Mostra o segredo da missa:
que ter nas mãos este Pão
é construir a justiça
e promover todo irmão.

Parte de ti era, José,
o pão que Jesus comia.
Pensando nisso, Ele até quis
nosso Pão ser, um dia!


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...