sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A nossa maestrina

 
Pena que nunca se registre,
para além do que podemos na mémória guardar,
o corpo que balança e se agita,
se contorce e nos conquista na dança do cantar.
 
Pena que nunca se registre,
pra além do que guarda a nossa frágil memória,
A glória do seu rosto inteiro:
 
Olhos, nariz, sorrisos,
Boquinhas e bocões,
Sombrancelhas, franjas e orelhas,
a conduzir nossas canções.
Ah, pena que nunca se registre,
seu todo, seu inteiro,
a reger nosso cantar.
a se despedaçar e se juntar,
qual música plasmada,
encantando encantada,
se derramando aos nossos ais...


Maria Sueli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...