segunda-feira, 30 de abril de 2012

Escrito por outras mãos...

weheartit.com

Da Cida (soprano linda no coração e na voz... muito obrigada pela ajuda, querida!)

 
Como eu escrevi para o blog, por que será que estamos há vinte anos no coral?
Quero dizer a vocês que eu não tenho dúvida... vendo todo esse tempo que passou... nada mais é do que o amor a Deus, gostar de cantar e o amor por todos  vocês.
Com certeza, não estaria há tanto tempo se não fosse por isso.
Aprendi muitas coisas nesses anos todos: ser mais paciente, ouvir o outro, são pequenas coisas, mas faz uma diferença! Dentro de mim me sinto melhor, e eu quero ser cada vez mais. Conto com cada um de vocês para esse crescimento.
É claro que não foram só flores, mas as picuinhas a gente esquece, o legal é deixar pra lá... (xo-xo coisa ruim)! Rs.
Sabem, ‘crianças’, quando estou no Altar servindo, ouço vocês cantando é tão lindo!
E daí penso... faço parte desse grupo maravilhoso!!!!!.
Quero dizer, que vale muito, muito a pena participar desse grupo!
Que venham os próximos vinte anos.

Abraços a todos,

Cida
Da Luci (tecladista que se diverte pra valer com a gente e, de quebra, morre quando tem que reger... na verdade morria, anda curtindo um montão também, mas está aliviada que com o retorno da Marly! Ufa, não é, querida?!!)


"Oi, pessoal.  Quero agradecer a todos pelos momentos alegres que me proporcionaram nos dois domingos e no ensaio em que estive com vocês devido à ausência da Marly.  Foi muito bom vê-los comparecer e se dedicar a aprender a música nova, assim como foi gratificante contar com o grupo praticamente completo nas duas missas. 

Em ocasiões anteriores o receio era que vocês não viriam.  Sem nossa querida maestra, fica tudo capenga mesmo.  Hoje digo a vocês que me sinto muito bem acolhida e percebo que entendem a minha posição, relevam as falhas e se empenham para que tudo dê certo.

Obrigada, amigos do Coral São Judas Tadeu!  Obrigada, Marly, pela oportunidade e confiança.

Beijos a todos,
Luci"

domingo, 29 de abril de 2012

O ensaio, pelos olhos da Luci

Queridos,

A Luci ouviu a música Creio em Ti, postada aqui no blog e mandou esse e-mail.
Pedi autorização para postar, afinal, ela nos ajudou em tudo e o jeito que nos viu é muito lindo!

Obrigada, Luci


Olá, ouvi e amei de paixão.  Sendo gravação de celular ficou bom demais.  Posso imaginar a choradeira da Marly!  Dá prá distinguir a melodia de vocês, dos tenores, até dos baixos, aqueles dois coitadinhos (o Sr. Acyr canta de um modo tão bonitinho, você já viu ?)

wehertit.com
Achei também que o ensaio foi muito legal, alegre, descontraído e deu conta do recado.  Já te falei que adoro o coral e acho que cada um de vocês deveria ficar um pouquinho na frente prá saborear a delícia de ver todo mundo compenetrado, prestando a maior atenção, tentando acertar.  Amo!
  
Beijos,
Luci

sábado, 28 de abril de 2012

Aniversário do Lippe

Querida!

Aqui vai uma representação do aniversário do Lippe. Linda sabedoria e alegria ele tem!
Gostaria de conseguir expressar o que foi abraça-lo na chegada e na saída da festa, depois da tarefa de entregar a ele o seu cumprimento.
Conto pessoalmente depois, mas por hora deixo o abraço na saída, em que ele me disse o quanto você é importante para ele, que você faz falta e que você (colocando a mão sobre o peito) mora no coração dele, apertava meu braço forte com a outra mão, de modo que, além do que eu via em seu rosto, pude sentir com força também...
Descobri ali que era aniversário do seu Valter. Sabemos que você está sem recurso pra colocar as fotos dos aniversariantes e eu não tinha as datas, mas aos dois oferecemos nosso carinho e oração!
A alegria do pessoal, você conhece como ninguém, festa em todo tempo!
Cantamos 'Pompa e circunstância',  o 'Parabéns' típico do grupo, momento no qual algumas pessoinhas também me disseram sobre sua falta!... uns queridos!
Sua mãe estava lindeza, aproveitando conosco. Mandei seu beijo e mandaram também!
Ah, e eu roubei um docinho pra você. Ninguém viu! kkkkkkkkkkkk. To zuando, né!
Logo mais aqui aparecerá uma fotinho do bolo dele que o Xico tirou pra gente postar... vai ver que graça lhe fizeram!

Beijo no seu coração!


ahhhh, que fofo isso!

Querido Lippe, muitíssimo obrigada! Estava tudo uma delícia e a falta que você sentiu, coloquei aqui, agora ela já sabe!



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Por que estamos há 20 anos no Coral?

weheartit.com

Porque a música nos encanta, nos reune e nos une.

Porque criamos vínculos de confiança, respeito, amor e alegria!

Porque DEUS nos entoa...

Regina C. C. C. Turtelli

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Saudade em música para você!


Linda Marly,

Era uma noite de ensaio... (obrigada por ter estado conosco em pensamento e pelo que compartilhou... imenso!).
Luci dizendo que não sabia ouvir se uma voz estava ou não correta, igual você faz.
Gente resmungando que tinha que ir pra salinha. Kkkk.
Sabe, eu mesma já lhe disse que tem música que é quase feia separadamente, rsrs, mas o milagre  da unidade você conhece bem.
Resistência aqui e ali,  a Luci acabou dizendo com voz mais firme e decisiva: - A Marly mandou fazer salinha... kkk... e lá fomos nós.
Um tempo depois retomamos no conjunto e quase conseguimos um cantar a voz do outro, que confusão! Eheheh.
Claro que foi isso, mas que também estou brincando... fica lindo quando a gente se junta, não é?
Consigo imaginar sua carinha e foi o que eu vi no rosto da Luci... ficou tããão  feliz porque conseguiu enfim ouvir as diferentes vozes em meio a canção.
Cantamos e cantamos até cansar, ninguém queria repeti-la mais, mas, de repente, o Xico falou: - Vamos gravar pra mandar pra Marly!?
Precisava ver a animação. Tinha gente até dançando.
O som tá aí embaixo. Dificuldades técnicas a parte  (é uma gravação de celular) ficamos felizes em fazer isso pra você sentir a gente um pouquinho, pertinho...
Eu... (você bem conhece...) estava pra lá de emocionada com aquele momento (havia um amor amigo tão bonito...), mas fui abordada por um fantasma camarada que me apareceu por trás, sabe a porta que fica atrás da gente??? Afff. Quase morri de susto com uma coisa na minha orelha (kkkkkk, só pra você rir, porque foi isso mesmo)...  ‘Tadico’, era o Xico, pedindo pra eu ver o que eu achava de enviar o arquivo mesmo assim, a qualidade não tão boa! Imagina, Xico! Está valendo tudo! A idéia em especial! O susto passou, mas a emoção não...
Mandaram eu dizer que o que falta  pra gente cantar melhor, num tem jeito, só você poderá resolver! Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!
Beijo no coração! Sabe tudo né!
Abraços pra todos aí!

Do seu Coral São Judas Tadeu
(Ô gente mais fofa, viu! Beijos!)

Para erguer o volume, arraste a barrinha superior para a direita.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Bom ensaio pra voces

Meus queridos

Estou em uma viagem cheia de muitas emoções.
Viemos a Portugal para conhecer o lugar onde nasceu meu avô José, pai do papai (Américo).
Tínhamos pouquíssimas informações, a não ser o nome da localidade: Penela.

Encontramos uma cidadezinha muito pequena, diria uma aldeia, mas que tem um castelo medieval, pequeno, é verdade, mas com muralha, fosso e resquícios de uma catapulta. Subir no ponto mais alto da muralha proporcionou uma visão incrível do vale! Pura beleza, de deixar a gente sem folego!

Fomos até o cartório local e perguntamos como seria possível conseguir o registro de nascimento de meu avô, para tentar localizar o lugar exato de seu nascimento... O cartorário, simpaticíssimo conosco, ficou de conseguir a informação em livros que migraram da Igreja (registro de batizados) para o Cartório. Meu avô nasceu em 1900, então vocês poderão imaginar como seria difícil obter essa informação... Lembrem-se que o país, além de tudo, passou por duas guerras...

Almoçamos em um pequeno restaurante, com comida boa e barata... Haja estomago para tanto bacalhau e vinho...

A volta ao cartório foi de grande expectativa, pontuada pela emoção de ver o cartorário pegar um livro bem antigo, com registros de nascimentos: em 1900, meu avô estava sob o número 25 - José, filho de Manoel Rodrigues e Maria José, nascido em Quinta dos Freixos.

Afff! Haja coração!

Com muita boa vontade, o cartorário havia se informado com outras pessoas sobre onde poderia se localizar a Quinta dos Freixos. Ficava entre Infesto e Pastor! Colocamo-nos a caminho...

Em Pastor, poucos minutos de estrada, perguntamos em um restaurante à beira da estrada... Ninguém parecia conhecer nada a respeito... Um senhor me disse que procurasse pertinho dali, por Dona Hermínia: "Vire na ponte amarela, ande duzentos metros, irás encontrar um pequeno estabelecimento, nele haverá duas portas e uma delas haverá de estar aberta... Lá há uma senhora pequenina, vestida de preto, que por certo saberá o que queres saber, se for aqui por perto".

Logicamente, encontramos tudo como ele descreveu...
Entrei, me apresentei e perguntei se sabia de um lugar por ali, chamado Quinta dos Freixos... "Ora, pois, está logo aí à frente" E saiu à porta do bar, me apontando um grande campo com muitas flores do campo, especialmente uma flor pequena, muito parecida com "crista de galo"... Mais adiante, várias ruínas: uma casa grande, um moinho, mais duas ou três pequenas casas, que depois entendi serem abrigos para ovelhas e bois...

A emoção maior veio, com ela a nos dizer que ali moraram Manoel e Maria, que ali tiveram seus filhos, cultivaram a terra, ate falecerem... E aí vários nomes, descrições, emoções, choro - acho que podem imaginar... E soubemos de uma prima do papai, que mora mais adiante, perto de uma pequena igreja.

Lá também a encontramos e muito mais choro, abraços, nomes, lembranças... Certamente, se a viagem tivesse terminado ontem, tudo teria valido muito a pena...

Entrar em contato com lugares, acontecimentos e pessoas ligadas à história do meu avô trouxe junto uma sensação diferente, que ainda não sei definir... E junto, uma grande certeza de ser muito amada e privilegiada... À miúde penso muito em vocês também, e em tudo o que nos une...

Tudo o que pode definir o que sinto é: uma grande ternura, imenso amor e vontade de compartilhar com todos vocês tudo isso... Bom ensaio hoje! Já estive em Fátima e me lembrei de cada um e por todos rezei.

Fiquem com Deus!

Sobre o poder da Música


Um pequeno texto, uma música bem bonita e uma vontade de juntar pessoas... é o que mostra o post de hoje. Vale a pena rever, se você já viu! Vale a pena relembrar a força que temos quando queremos algo bom! Parece que o grupo do Coral entende isso com o coração, concordam?

"Impressionante o poder de catalização da boa música. Gente de todos os credos (muçulmanos, indus etc.), idades (alguns já eram velhos quando os Beatles surgiram e muitos estavam na 1ª década de vida) e origem étnica, se irmanam na alegria e esquecem por momentos as desavenças.

Uma empresa de telefonia móvel inglesa promoveu essa mobilização naTrafalgar Square, em Londres, reunindo mais de 13 mil pessoas. A empresa simplesmente mandou um convite pelo celular: "Esteja na Trafalgar Square tal dia, tal horário". E nada mais foi dito.

Os que foram acharam que iam dançar, como tem acontecido em outras mobilizações desse tipo. Mas, na hora, distribuíram microfones. Muitos, muitos, muitos mesmo, e fizeram um karaokê gigante, de surpresa!!! E todo mundo que estava na praça, quem estava passando, quem nem sabia do convite, cantou junto. É de arrepiar.

Se você um dia curtiu (e ainda curte!) os Beatles, vai se emocionar..."

(Obrigada, Chico. pela partilha!)
claudia_chaves@bol.com.br

terça-feira, 24 de abril de 2012

Atualizando o Blog

Queridos amigos,

hoje a Cida me perguntou se eu não estava postando as coisas pra ir colocando-as devagar, para que a Marly pudesse vê-las aos poucos. Daí pensei que talvez estivesse ocorrendo o seguinte: entrar no blog e ver sempre a mesma página, sem nada novo.
Porque eu estou atualizando quase todos os dias. Se a sua página aparece sempre do mesmo jeito, então procure nas teclas superiores a seguinte tecla: F5. Aperte-a e depois aguarde alguns instantes. Isso atualizará a página do blog. A Cida fez e funcionou. Pode ser que alguém esteja encontrando a mesma dificuldade.
Ahhh, quem quiser saber se a Marly entrou pra visitar, é só olhar no globo na lateral da página (que é um contador de visitas) e ver se Portugal aparece! Hoje ela já visitou! Quem quiser mandar algum recado, fazer alguma encomenda (ahahahah) pode mandar e-mail que eu posto aqui. kkkk (tá perdida se a gente pedir umas comidas de lá).
Beijos mil!


weheartit.com


Raro valor

weheartit.com
"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." - Fernando Sabino
Por que estamos há vinte anos no coral?
Linda pergunta feita pela Cida, que tem me socorrido nas postagens. Obrigada, querida! Será que alguém se entusiasma a responder a essa pergunta pra eu postar aqui? Já pensaram que lindo seria conhecer os motivos que cada um tem para ter perseverado tanto? Beijo de bom dia e abaixo o e-mail esperançoso aguardando vocês... ehehehe
claudia_chaves@bol.com.br


domingo, 22 de abril de 2012

Enquanto houver amizade...

imagem do fb
Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um do outro se há-de lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.

(...)


Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

(Albert Einsten)

..................


O envio desse poema foi feito pela Cida/Valdir que mandou também outro e-mail com um recadinho para a Lúcia e que cabe perfeitamente aqui:

Minha querida Lúcia,
Ver de volta ao coral é muito bom, aquele cantinho sem você não seria a mesma coisa.
Ao olhar pra você parece que nem esteve um tempo fora e voltou com o mesmo carinho que sabe ter. Sempre cuidadosa com tudo e pronta para ajudar.
Que coisa boa, querida! Nós todos te amamos.
Cida
..................
Queridos, a Marly está num frrrrrio imenso!
Tenho certeza que hoje ela comerá delícias por nós! Risos!
Que nosso carinho alcance e aqueça você, seu papai e sua família toda, querida!
Beijo também para os que ficaram e até a Missa!
claudia_chaves@bol.com.br


sábado, 21 de abril de 2012

Acalme meus passos, Senhor!


Dia desses nós nos reunimos na igreja para uma oração pela Verinha.
A idéia partiu da Marly e o acolhimento do grupo, que sempre se apóia ao
longo da vida, foi unânime. Foi um momento rico entre palavras e músicas,
em que pudemos pensar e entregar as intenções dos nossos corações a ela,
que estava presente e a Deus, especialmente.
O sentido da existência em grupo tem esse poder de partilha, de comunhão.
Aprendemos com as riquezas alheias e dividimos os sofrimentos.
É algo que ultrapassa o sentido racional, funcional, utilitário.
Na relação afetuosa o que mais importa não é o que a pessoa faz.
Mas o que ela é, o que ela significa para nós.
Podemos desenvolver ótimos relacionamentos, mas se entre eles
encontrarmos algum amigo, isso é pura graça, presente de Deus!
Lembro de uma cena que ficou muito presente
ao final... alguém disse a ela que ela estava nos proporcionando
aquele momento único, trazendo Deus para nós,
ao qual ela respondeu dizendo que
pelo menos isso desejaria fazer...
Pra que serve uma vida?
Como alguém pode trazer Deus para nós?
Dando-nos mais vida, mais amor, mais ternura, tolerância, compreensão.
Aliaviando as aflições do dia a dia e celebrando conosco as conquistas que,
bem sabemos, são frutos das próprias lutas de cada um.
Na ausência, na distância, o que nos sustenta
é o amor amado e o amor recebido.
E os bons sentimentos que essa troca ofereceu e que continuam
norteando nossas ações para um Bem maior.
Hoje vi que a Dilma havia mandado a Oração final daquele dia.
Por isso coloquei-a aqui.
Que seja para todos nós alento e meta...
que Ele acalme nossos passos,
que acalmemos os passos daqueles que são conosco também!
Que sejamos alívio, esperança, aconchego, paz, luz.
Marly, querida, obrigada por aquele instante que ecoa...
Me encanto incontáveis vezes com momentos que presencio entre essas pessoas!
Já disse a você também, que ouví-la cantando com o coração nessa intenção
foi indescritível. Só Deus!
N'Ele somos sempre próximos, amigos vindos do céu!
Beijo no coração de cada um e um sábado abençoadíssimo!

Claudia

P. S.: Dilma, obrigada por enviar a Oração.
..............

Quem mais quer partilhar ou encaminhar algo para o blog?

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Abençados sejam os amigos!

weheartit.com

Abençoados os que possuem amigos, os que tem sem pedir.
Porque amigo não pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!
É assim que sentimos, abençoados por tê-los... é algo maravilhoso.
Penso que passamos para comunidade um amor de amigos verdadeiro.
Obrigada pelo que juntos construímos!

Cida e Valdir

.......
Quer encaminhar uma postagem?
claudia_chaves@bol.com.br
Beijo no coração,
Claudia

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Andar de bicicleta...

weheartit.com

Gosto dos livros do Pe. Léo. Aprendo muito com eles. Agora faço minhas, algumas de suas palavras:


"Buscar o equilíbrio entre felicidade e problemas é como andar de bicicleta. Para manter-se equilibrado sobre ela é preciso estar pedalando. Equilibramo-nos à medida que vamos gastando nossa vida.
Buscar o equilíbrio é descobrir que nos curamos à medida que nos doamos. A cura é um processo que não termina neste mundo.
Buscar o equilíbrio é saber conviver com suas fraquezas e limitações e fazer de cada uma delas, um impulso para amar mais e melhor."

Tenha uma feliz e santa viagem Marly que aqui, no nosso coral, estaremos em equilíbrio até nas 4 vozes... (hahaha)

Fica com Deus e reze por nós.
Regina C. C. Croce Turtelli

...........
Para novas postagens, encaminhar e-mail para:
claudia_chaves@bol.com.br

terça-feira, 17 de abril de 2012

A viagem da Marly

Queridos,

conforme prometi, vim colocar meu email  para que possam enviar as postagens que desejarem e com elas enfeitar ainda mais o nosso blog. Deixo um beijo carinhoso para cada um, aguardo seus e-mails e que a nossa Marly possa matar suas saudades da gente por aqui (eheheh).
Boa viagem, querida! Saboreie cada instante e, como disse a Regina lindamente ontem em nosso ensaio... "que você volte ainda mais feliz!"
claudia_chaves@bol.com.br



Tudo o que o sol toca é nosso reino!
imagem: weheartit.com
Que o caminho seja brando a teus pés,
O vento sopre leve
Em teus ombros.
Que o sol brilhe cálido
Sobre tua face,
As chuvas caiam serenas
Em teus campos.
E até que eu
De novo te veja,
Que Deus te guarde
Na palma de sua mão.


Fonte: F. Teixeira & V.Berkenbrock. Sede de Deus. Petrópolis: Vozes, 2002, p. 2


segunda-feira, 9 de abril de 2012

Cantemos... hoje e depois

    Certo dia, um professor chegou na sala de aula e disse aos alunos para se prepararem para uma prova-relâmpago.
    Todos acertaram suas filas, aguardando assustados o teste que viria.
    O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era de costume.
    Depois que todos receberam, pediu que desvirassem a folha.
    Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha.

    O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte:
    - Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo.

    Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa.
   .Terminado o tempo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta.
    Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha.
    Terminada a leitura, a sala em silêncio, o professor então começou a explicar:

     - Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós. Ninguém na sala falou sobre a folha em branco. Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim acontece em nossas vidas. Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros. A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado. Temos motivos para comemorar sempre! A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro! O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo. Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temos diariamente, mas são eles que povoam nossa mente.



Cantemos... hoje e depois
M. e L.: Ir. Miria Kolling

Ô... ô... ô... ô...

1.
Nós somos barro, tão frágeis somos nós!...
Mas, nosso Oleiro, nos tendo em suas mãos,
Sabe nos moldar, na dor, se em nós puder agir!
É maravilhoso Deus, em seu amor:
Ele é o Pai que chama a ser, e dá a cada um seu lugar!
Tudo é passageiro, só o bem permanece...
Cantemos, pois, hoje e depois,
Quando esta terra for céu!...

2.
Deus, Pai e Oleiro, trabalha sem cessar
No coração que se deixa modelar:
Vaso novo só se faz no amor que a dor nos traz!
A felicidade está muito além da vaidade e do prazer:
Vem lá do profundo interior!
Tudo é passageiro, só o Senhor permanece...
Cantemos, pois, hoje e depois,
Quando esta terra for céu!..

domingo, 8 de abril de 2012

sábado, 7 de abril de 2012

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Que foi, povo meu, que te fiz?



0011- Adoração do Cristo na cruz


Que foi, povo meu, que te fiz?
Jamais te deixei sem defesa!
Fui eu que te fiz infeliz?
Te esqueces da minha presteza?

Deus Santo! Deus forte!
Deus Imortal!
Olhai deste povo a fraqueza,
piedade, livrai-nos do mal!

Te lembras do Egito, que dor?
E eu te tirei com mão firme.
Agora me vens com furor
E queres co’a lança ferir-me?

Do Nilo mudei água em sangue,
rasguei Mar Vermelho e passaste.
E quando eu, bem mais do que exangue,
meu lado de um golpe rasgaste.

Fartei com maná teu deserto,
da pedra te dei água pura.
E agora me zombas de perto,
na sede me dás amargura?

Só tive palavras de alento
e quis boa terra te dar.
Não pude te ver ao relento
e insultos gritastes sem par...

Fui simples, sereno semblante.
E a vida te dei, dom supremo.
De ti me ocupei incessante
E tu me acusaste blasfemo?

Falei pelos fracos sem medo,
curei, perdoei, fui tua luz.
E tu, com teu torpe segredo,
a mim reservaste uma cruz...

terça-feira, 3 de abril de 2012

Minha alma se esvai em tristeza

 

151- Salmo 31  

1. Minha alma se esvai em tristeza
E meus anos se vão em gemidos.
Enganado por meus opressores,
Só em Ti eu encontro abrigo.  

Atende, Senhor, o clamor do meu coração,
o meu Espírito entrego em Tuas mãos.  

2. Quanto angústia... meus olhos são tristes
E me vejo qual vaso partido.
Mas tua face é a luz que procuro,
De tua vista eu não seja excluído.  

3.  Às ocultas me dizem blasfêmia,
Por tua Graça, tão plena, me salves.
Em correntes pesadas me ataram,
Vem depressa, Senhor, libertar-me.

4. Tem piedade de mim, Senhor Santo,
Sê a casa que possa abrigar-me.
Ao meu lado só tramam a morte,
mas confio que vens libertar-me.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...