terça-feira, 9 de agosto de 2011

Jardineiros do amor

307- Jardineiros do Amor
 
Passeando pelos caminhos da vida, encontrei
um jardim, onde alguns jardineiros jogavam sementes
e perguntei, que jardim era aquele, que eles
tratavam com tanto carinho.

E me responderam: “É o jardim da verdade,
onde estamos lançando as novas sementes do Amor".
E o nome delas está nas iniciais destas palavras:
Dei Eu Um Sim, Dei Eu Um Sim, Dei Eu Um Sim,
Dei Eu Um Sim, Dei Eu Um Sim,
para que elas brotassem em mim.

E notei que o jardim tinha a forma do mais lindo coração.
E senti que as sementes lançadas no jardim floresciam, também, em mim.
E, todos que passavam por ele, sentiam a Verdade do amor.
 

Viraram jardineiros e saíram a plantar e a colher, em nome de Quem primeiro semeou
E o nome delas está nas iniciais destas palavras:
Dei Eu Um Sim, Dei Eu Um Sim, Dei Eu Um Sim,
Dei Eu Um Sim, Dei Eu Um Sim,
para que elas brotassem em mim.



    Essa música é da minha adolescência e fala dos "jardineiros" que são os padres e missionários, que saem a plantar a Palavra. Sempre gostei muito dela e aproveito para postá-la em homenagem a alguns Sacerdotes queridos, que já passaram por minha vida e que são dignos de toda a minha admiração e respeito: Pe. José Lorusso, Pe. Ivo Martinelli, Pe. Agnaldo Pereira, Pe. Giuliano Alamino e, muito especialmente, pelos laços afetivos, Pe. Jesus Bringas.
    Realmente existem pessoas muito especiais, que muito antes de semear com palavras, semeiam com a vida e de seus gestos germinam atitudes novas, pensamentos amorosos, vontade na gente de ser melhor.
    Que Deus nos dê a graça de sermos todos nós, semeadores de Vida na vida do outro.
     Graças, Senhor, por aqueles que nos ajudam a plantar nossas flores e a cuidar do nosso jardim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...