domingo, 21 de agosto de 2011

19 anos correndo atrás da Estrela

Comemoramos este mês, 19 anos de encontro semanal e festivo. Dezenove anos de amizade, tolerância, encontro amoroso e musical. Seguimos, a cada ensaio, a cada missa, buscando encontrar em nós e no outro o que há de melhor. Nesse caminho, fomos nos amoldando, nos deixando modificar pelo que aprendemos com as letras das músicas, por aquilo que sentimos ao cantá-las, por aquilo que vislumbramos ao entoarmos juntos e em harmonia nossas vozes.
Deus tem trabalhado e muito em nós, pois tem nos suscitado compor uma música que se faz visível, não somente audível. Uma música que nos deixa completamente diferentes do que éramos antes e nos faz ir em busca, sempre, de algo maior. 
Quando estava escrevendo esse texto para postar no nosso blog, recebi um telefonema. Um de nós, hoje, havia vivido uma experiência intensa de sentir-se especialmente cuidado e amado e eu não poderia deixar de contar o ocorrido, pois muitas vezes perdemos a sensibilidade de enxergar nos acontecimentos o seu sentido verdadeiro.
Pela manhã, após tocar na missa das 8, o Chico teve seu carro arrombado e furtados o violão e o notebook, instrumentos de que faz uso somente para louvar a Deus. Vocês podem avaliar o choque que foi, para ele, deparar-se com o carro aberto e vazio... A partir daí, era manter o fio de esperança de recuperar seu tão precioso violão e o computador com todos os arquivos de cifras e letras das músicas das missas dominicais e informar o roubo à polícia. Já no telefonema, a grata surpresa: seus objetos haviam sido recuperados e com o endereço fornecido, uma viatura já se dirigia até ele para devolver tudo. A competência e atenção do Cabo Cassiano e do soldado Edimur, na direção da viatura 4115, permitiu que observassem um grupo de meninos com o violão e a maleta do notebook, a apenas uma quadra de onde o carro estava. Para muitos, uma simples coincidência e profissionais bem treinados resolveram o caso. Para nós, que buscamos a Graça de Deus com perseverança, foi tudo isso sim, profissionais responsáveis e atentos, ciosos de seu dever, mas foi também muito, muito Amor de Deus derramado. - inclusive para aqueles meninos, que podem ter tido neste episódio uma oportunidade de avaliar os riscos da atitude tomada e reavaliar a vida... Quem sabe os caminhos insondáveis de Deus?

Por isso, ao cantarmos agora, expressamos nossa gratidão a esses dois policiais e a Deus, que derrama as suas graças a todos os que estão abertos a acolhê-La. 
A música que escolhemos é uma versão do desenho animado Pinóquio e fala de uma estrela especial.
Rubem Alves diz que “quem, ao contemplar as estrelas, vê mais que estrelas, quem, ao contemplar as estrelas, ouve mais que o silêncio, quem ao contemplar as estrelas começa a ouvir música dentro da alma, é poeta.
E sugere que os reis magos provavelmente eram poetas, pois saíram atrás de uma estrela que, com sua luz lhes cantava uma melodia que só eles podiam ouvir. Saíram em viagem, em busca de um rosto refletido naquela estrela, um rosto de criança, tão belo que diante dele eles queriam ajoelhar.
E depois de muito andar, seguindo aquela luz, eles chegaram. E se ajoelharam em adoração. Era aquilo mesmo que procuravam: uma criancinha.
Nós tentamos ouvir a música das estrelas, seguindo em busca de um rosto de criança que nos torne melhores quando cantamos. De certa forma, muitos de nós, até sem saber conscientemente, procuramos Sabedoria e a nossa criança interior, que fica perdida no tempo, mas que continua viva em cada um. 
Os magos, cuja sabedoria os levou a procuar a Criança divina anunciada pela estrela, foram tomados de intensa e incontrolável alegria ao encontrá-la. Possamos nós, seguindo a estrela, encontrar também essa Criança que nos faz ser melhores e mais felizes. E que possamos encontrar a nossa criança, para a qual as pequenas delicadezas da vida e das pessoas tornam os momentos mágicos e nos fazem ficar maravilhados.



2 comentários:

  1. Queridos: sentimos muito a falta de poder compartilhar momentos especiais como mais esse aniversario junto de vocês. agradecemos cada minuto que Deus nos presenteou na sua companhia. Nosso coração está junto de cada voz desse grupo que se tornou nossa segunda familia. Um beijo e um abraço carinhoso a todos vocês, e um "cheiro" especial para a Marly, que tornou possivel as lagrimas desses "desgarrados" a 3.000 km de distância. Nós amamos vocês. Jr e Elizabeth.

    ResponderExcluir
  2. Marli, saimos muito bem na apresentação de ontem, gostei muito, devemos tudo isso a vc, pela sua insistencia em nos aguentar, vc é uma eroina, o que seria de nós sem vc, te amamos muito, parabens.

    Lopes e Salete.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...