quinta-feira, 28 de julho de 2011

Um dia uma criança me parou...

    Os meios de comunicação estão sempre divulgando coisa escabrosas, ruins, de sofrimento, de injustiça e maldades... A gente, sem querer, vai tendo a tentação de achar que o mundo está perdido mesmo, que não há esperança, quase esquecendo que o cristão precisa dar sua esperança ao mundo...
    Então procuro pensar que isso é assim porque, esse tipo de notícia, infelizmente, dá ibope ou talvez seja só o que querem que a gente pense...
   E me recordo de um querido amigo que sempre afirmava que o bem é muito maior que o mal  e que este nunca tem a última palavra, porque a última palavra sempre será o Amor.
  É verdade! Existem casos e casos por aí que dão testemunho disso, embora quase nunca sejam motivo de notícia... Aliás, temos conhecido tantas histórias lindas que a Vivi nos conta e tenho compreendido que é em meio ao sofrimento onde mais o Amor se faz presente. É realmente admirável o trabalho que se realiza neste hospital, carinhosamente chamado Centrinho.
    Ontem, no almoço, nos emocionamos todos com uma história que a Vivi contou: atendeu uma criança de dois anos e meio, fissurada, que veio para cá se tratar, lá da divisa entre Pará e Tocantins... (Ali messss... Uma esticadinha de beiço...)
    Como parte do atendimento que faz, ela dá instruções aos acompanhantes das crianças que passam pelo seu setor, com orientações gerais. Como é difícil saber o nome de cada pai e mãe, segue o "padrão", ao se referir ao acompanhante: "Olha, mãe, faça assim...". "Pai, você precisa providenciar pasta sem fluor" etc.  Ontem, ao falar com o "pai", ouviu do senhor que acompanhava a criança atendida, que ele não era pai. Não era sequer parente do menino esperto e alegre que ela atendia. E contou a sua história: a criança tinha sido abandonada pela mãe, muito jovem, logo ao nascer. O menino ficou com o pai, que é pedreiro. Há duas semanas, tendo ido a um velório na sua cidade, encontrou com essa criança, que andava para lá e para cá e parou. Parou para pensar como podia prosseguir a vida e esquecer que tinha passado por ela, se ela poderia ter uma aparência e uma qualidade de vida melhor do que aquela que estava tendo agora. Não pôde deixar de pensar em uma reportagem vista na TV, em que uma criança fissurada tinha ganho todo o tratamento. Pensou logo em escrever ao animador do programa e pedir tratamento para o menino também. Mas então, lhe disseram que aqui na cidade tinha um hospital que prestava essa assistência, gratuitamente. Conversou com o pai do menino e com sua autorização o trouxe para cá, para que fosse assistido. Deverá ficar uns 15 dias aqui, acompanhando o menino, que passará por cirurgia corretiva.
    "Mas o senhor conhecia o pai da criança, né? Já tinha tido algum contato anterior com a família?"
    "Não, moça, conheci eles no velório mesmo. Faz duas semanas... E o pai cuida dele direitinho, com muito carinho... Pode ver que ele não tem nem cárie... Eu conversei com o pai dele, falei daqui e ele autorizou eu trazer"
    Ele se dispusera a empreender a viagem e acompanhar a criança em tudo..."Porque você sabe, né, moça? A gente é cristão, tem que fazer isso, né?"
    Imaginem o tanto de amor que brota desse coração!! Vir lá de tão longe, com uma criança pequena e desconhecida, simplesmente porque quer o seu bem.... Isso não era para ser notícia?
    Faço uma prece silenciosa por essa pessoa que nem conheço e tanto admiro e agradeço a Deus a oportunidade que esse menino está tendo de ficar perfeito em sua aparência, livrando-se de preconceitos e chacotas, graças a um gesto tão generoso, amoroso e desinteressado.
    Que o Senhor, que tudo vê e nada deixa perder, devolva-lhe em dobro as graças que esta criança vai ter em sua vida, por suas mãos.
     Algum dia uma criança lhe parou?
   

Amar como Jesus amou
Canta: Fabiana Facin

2 comentários:

  1. lindo Marly
    me inspirei neste seu texto pra retomar aquela nossa proposta de boas novas no sabadão

    ResponderExcluir
  2. Que bom, Carminha!! Bom, ja vou ter uma coisa para contar... rss

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...